“Não confundas o amor com o delírio da posse, que acarreta os piores sofrimentos. Porque, contrariamente à opinião comum, o amor não faz sofrer. O instinto de propriedade, que é o contrário do amor, esse é que faz sofrer. (…) Eu sei assim reconhecer aquele que ama verdadeiramente: é que ele não pode ser prejudicado. O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.”

– Antoine de Saint-Exupéry

Fonte: SAINT-EXUPÉRY, Antoine de. Cidadela. Editorial Presença, 1996, 524 páginas.

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *