“Não é da benevolência do açougueiro, do cervejeiro e do padeiro que esperamos o nosso jantar, mas da consideração que ele têm pelos próprios interesses. Apelamos não à humanidade, mas ao amor-próprio, e nunca falamos de nossas necessidades, mas das vantagens que eles podem obter.”

– Adam Smith

Fonte: SMITH, Adam. A Riqueza das Nações – Uma Investigação Sobre a Natureza. Madras, 2009, 752 páginas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *